skip navigation

Artigos e Pesquisas

Mantenha-se informado com nossos artigos e pesquisas

CWT

 

Aspectos positivos X negativos das viagens a negócios

01.2020

Pesquisa realizada pela CWT mostrou que os profissionais sentem que os aspectos positivos superam os negativos no trabalho (92%) e em casa (82%) quando viajam a negócios. Os viajantes das Américas são os mais entusiasmados, com 94% e 86%, respectivamente, seguidos pelos viajantes da Ásia-Pacífico, com 93% e 84%, e da Europa, com 89% e 77%.

“Viajar para um novo destino, conhecer alguém pessoalmente pela primeira vez, fazer contatos com pessoas que podem ajudá-lo a impulsionar seus negócios e carreira, além de sair da rotina, são alguns dos fatores mais interessantes associados a viagens corporativas, de acordo com nossas descobertas”, diz Niklas Andréen, Chief Traveler Experience Officer da CWT. "É importante compreender o valor que os viajantes corporativos enxergam e analisar o que pode agregar mais benefícios a suas viagens".

A pesquisa também mostrou que desenvolver confiança (39%), conhecer melhor as pessoas (32%) e aprimorar a eficiência (31%) são os três principais benefícios das viagens corporativas apontados por profissionais de todo o mundo.

Tendência Bleisure

Outra vantagem de viajar a trabalho é a possibilidade de estender uma viagem para lazer. O número médio de vezes nos últimos 12 meses em que os entrevistados estenderam sua viagem é 2,4. Os viajantes das Américas assumiram a liderança, com 2,7 vezes, seguidos por 2,4 na Europa e 2,3 na Ásia-Pacífico. O número médio de dias - globalmente - foi de 4,3 dias.

A pesquisa também descobriu que as empresas apoiam as viagens “bleisure” principalmente se os funcionários pagarem suas despesas pessoais (76%), especialmente na Ásia-Pacífico (79%) e nas Américas (77%). As empresas na Europa ficaram em 70%.

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi criada pela CWT e conduzida pelo Artemis Strategy Group entre 29 de janeiro e 9 de fevereiro de 2019. As respostas foram coletadas de mais de 2.700 viajantes corporativos que viajaram quatro ou mais vezes nos últimos 12 meses. Os entrevistados foram das Américas (Argentina, Brasil, Canadá, México e Estados Unidos), Europa (Bélgica, França, Alemanha, Itália, Holanda, Espanha, Suécia e Reino Unido) e Ásia-Pacífico (Austrália, China, Índia, Japão e Cingapura).